ABPM NA INTERNET:

Conecte-se à ABPM:

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Secretário do Mapa explica em vídeo metas do Plano de Defesa Agropecuária

Assista à explicação de Luís Rangel sobre os seis eixos do plano
O secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Luís Rangel, explica, em vídeo, as metas do Plano de Defesa Agropecuária (PDA). Lançado em maio de 2015, o conjunto de ações define estratégias para combater e evitar pragas nas lavouras e doenças nos rebanhos brasileiros.
Veja aqui a versão executiva completa do Plano de Defesa Agropecuária e aqui a apresentação detalhada das ações. A SDA convida as pessoas interessadas em contribuir com o plano a enviarem sugestões ao e-mail: gabsda@agricultura.gov.br.
Acesse o vídeo de apresentação do PDA AQUI.

Com o plano, o governo promove o desenvolvimento sustentável do agronegócio, garantindo a preservação da vida e da saúde das pessoas e dos animais, a segurança alimentar e o acesso a mercados.
O PDA tem abrangência de longo prazo, com metas traçadas até 2020. Introduz um novo modelo de gestão eficiente, capaz de fortalecer a ação conjunta entre os entes federal, estadual e municipal. Além disso, atualiza diversas normas sanitárias à realidade do agronegócio do país.
O Plano de Defesa Agropecuária tem seis eixos principais. São eles:
1.        Modernização e desburocratização: acelerar e simplificar processos a fim de transformar a Secretaria de Defesa Agropecuária em uma organização voltada para resultados, que busca atender as necessidades de seus clientes com eficiência, agilidade e efetividade.
2.      Marco regulatório: revisar e atualizar normas legais defasadas, que não mais se ajustam às tecnologias e às necessidades atuais.
3.      Suporte estratégico: criar base de conhecimento técnico, científico e analítico que permita ao Mapa ser o fiador da segurança alimentar dos produtos agropecuários brasileiros.
4.      Programas e projetos: dar suporte direto ao trabalho operacional do Mapa e das entidades privadas ligadas à defesa. São prioritários programas voltados para a erradicação de febre aftosa, mosca das frutas, brucelose, tuberculose e peste suína, além das ações de vigilância de fronteiras e de modernização de laboratórios.
5.      Sustentabilidade: permitir que a defesa agropecuária opere de forma planejada e sustentável ao longo do tempo, sendo capaz de prover serviços de qualidade que assegurem a saúde da população e o acesso aos mercados nacionais e internacionais.
6.      Avaliação e monitoramento: estabelecer métodos e processos de monitoramento e avaliação do PDA para acompanhar o cumprimento das cinco metas. Para isso, serão criados comitês regionais e canais de comunicação com Fiscais de Defesa Agropecuária.

Fonte:http://www.agricultura.gov.br/animal/noticias/2016/04/secretario-do-mapa-explica-em-video-metas-do-plano-de-defesa-agropecuaria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, estamos aguardando a sua participação. Obrigada!