ABPM NA INTERNET:

Conecte-se à ABPM:

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Posicionamento do Deputado Afonso Hamm contra a CPMF

POR QUE SOU CONTRA A CPMF:

É evidente que qualquer posição política minimamente responsável precisa colocar o bem comum acima de qualquer questão; ainda mais agora, em tempos de crise econômica. Digo isso porque vivemos um momento delicado na política nacional, que exige muita tranquilidade, reflexão e posições firmes quanto as nossas convicções. Como deputado, sou um dos 513 votos que decidem diariamente os rumos do nosso país. Por isso, e sabendo da responsabilidade que tenho, resolvi manifestar aqui o que penso sobre a CPMF. Votarei contra a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) por três motivos básicos:

1- Não sou a favor de aumento de impostos;

2- A CPMF não irá resolver os problemas da Saúde brasileira ou dos Aposentados;

3- Os cidadãos não devem pagar o preço da má gestão.

Para o atual governo, o imposto que renderia aos cofres públicos cerca R$ 32 bilhões em 2016 é visto como a salvação da lavoura. Mas, em tempos de retração na economia, não é dever das pessoas sustentar uma máquina pública inchada e ineficiente. A precariedade vista em áreas como saúde, segurança pública e educação, infelizmente, é resultado de um governo ineficaz e sem prioridades. 

Também vejo a rejeição das contas da Presidente da República no TCU (fato que só aconteceu em 1937, na Era Vargas) como algo importante e grave. Segundo o TCU, R$ 106 bilhões foram usados de forma irregular pelo governo, o que representa 5% do Orçamento Geral da União no ano de 2014. 

É por essas e outras que vou votar contra a CPMF pela segunda vez. No ano de 2008, em meu primeiro mandato como deputado federal, votei pela derrubada do imposto. Desta vez, se depender de mim, a CPMF não passará.

Afonso Hamm – Deputado Federal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, estamos aguardando a sua participação. Obrigada!