ABPM NA INTERNET:

Conecte-se à ABPM:

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

ABPM na Expointer 2015: Em Defesa da Pomicultura Brasileira - Brasil Livre da Cydia pomonella

Na 38ª Expointer - 29/08 a 06/09/2015 - Esteio - RS, a Embrapa Uva e Vinho e a ABPM - Associação Brasileira dos Produtores de Maçã apresentaram a campanha informativa do Programa de Erradicação da lagarta da maçã, a principal praga da fruticultura de Clima Temperado no mundo, considerada a mais danosa praga da maçã. Além de divulgar o processo de erradicação, a iniciativa é um alerta aos produtores, consumidores e autoridades sobre a importância da continuidade de  medidas preventivas para evitar a volta do inseto ao País.

Na última sexta-feira - 04/09, durante o evento, a ABPM - Associação Brasileira de Produtores de Maçã  e Agapomi - Associação Gaúcha de Produtores de Maçã, tiveram audiência com a Ministra Kátia Abreu - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O encontro, realizado na Casa da Embrapa,  foi organizado pelo Deputado Alceu Moreira – PMDB-RS e participaram também diversas autoridades do Estado, Federais e da Embrapa. 

Encontro e Audiência da ABPM e Agapomi com a Ministra da Agricultura Kátia Abreu

Ministra Kátia Abreu - Ministério da Agricultura, Abastecimento e Pecuária com 
Moisés Lopes de Albuquerque - Diretor Executivo ABPM.

Audiência Ministra Kátia Abreu: ABPM, Agapomi, Embrapa, Autoridades
Estaduais e Federais.

Segundo Moisés Lopes de Albuquerque, Diretor Executivo da ABPM - Associação Brasileira de Produtores de Maçã, o momento é de alerta para manter o País livre dessa grande ameaça: “Várias ações, como estabelecimento de novos requisitos fitossanitários sobre frutas importadas com potencial hospedeiro, inspeção e fiscalização das frutas importadas nos pontos de entrada no País e monitoramento com armadilhas em pomares comerciais e áreas urbanas estão sendo desenvolvidas para garantir que a lagarta da maçã não entre novamente no País”.


 “Foram mais de vinte anos de trabalho para conseguirmos eliminar a Cydia pomonella e evitar que chegasse aos pomares comerciais. Ela foi detectada em plantas hospedeiras em áreas urbanas e, através do monitoramento com armadilhas, foram removidas e substituídas cerca de 100 mil plantas nas cidades de Caxias do Sul e Vacaria, no Rio Grande do Sul, e Bom Jesus e Lages, em Santa Catarina”, sintetiza Adalécio Kovaleski, pesquisador da Embrapa Uva e Vinho e coordenador- técnico do Programa de Erradicação da Cydia pomonella.
(da esquerda à direita): Mauro Zanus - Chefe Geral da Embrapa Uva e Vinho, Pierre Nicolas Pérès - Presidente ABPM, José Maria Reckziegel - Presidente Agapomi, Mauro Pereiro - Deputado Federal, Afonso Hamm - Deputado Federal, Moisés Lopes de Albuquerque - Diretor Executivo ABPM, Moacir Mazzarollo - Ibravin, Jerônimo Goergen - Deputado Federal, Adão Villaverde - Deputado Estadual RS, Guilherme Pasin - Prefeito Municipal de Bento Gonçalves. 


Material em Exposição e Distribuído no Evento




Esclarecimentos à população



Casa da Embrapa: Muitos encontros durante o evento  

Alexandre Hoffmann - Embrapa Uva e Vinho, Pierre Nicolas Pérès - Presidente ABPM, Moisés Lopes  Albuquerque - Diretor Executivo ABPM, Adalécio Kovaleski - Embrapa. 
Adalécio Kovaleski - Embrapa ,  Pierre Nicolas Pérès - Presidente ABPM, Mauro Zanus - Chefe Geral da Embrapa Uva e Vinho, Moisés Lopes 
Albuquerque - Diretor Executivo ABPM. 

César Girardi - Embrapa,  Pierre Nicolas Pérès - Presidente ABPM,  Moisés Lopes Albuquerque - Diretor Executivo ABPM. 
Moisés Lopes de Albuquerque - Diretor Executivo ABPM, Augusto Nardes - Ministro do Tribunal de Contas da União, Pierre Nicolas Pérès - Presidente ABPM, José Maria Reckziegel - Presidente Agapomi, Valmir A. Suzin, Presidente
do Sindicato dos Produtores Rurais de Caxias do Sul e Vice-Presidente da Farsul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, estamos aguardando a sua participação. Obrigada!