ABPM NA INTERNET:

Conecte-se à ABPM:

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Fórum das Entidades Representativas do Agronegócio apoia agenda da agricultura

Grupo terá função estratégica de alinhar as ações do Mapa às demandas do campo

O Fórum das Entidades Representativas do Agronegócio, criado nessa quinta-feira (13) pela ministra Kátia Abreu, atuará na discussão e avaliação das estratégias formuladas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Os integrantes do fórum tomaram posse ontem e voltam a se reunir com a ministra no prazo de 60 dias. “O fórum foi criado para aconselhar a ministra e o Mapa a respeito das demandas para que não haja um desencontro, desconexão das ações do ministério com o que acontece na realidade do setor”, afirmou Kátia Abreu.

“Todas as medidas estratégicas do Mapa serão avaliadas pelo fórum. Queremos que todas as nossas ações tenham conexão direta com o que o setor produtivo efetivamente necessita e reivindica”, afirmou Kátia Abreu durante a abertura da reunião. “Precisamos ouvir as entidades para termos certeza de que estamos no caminho certo”, completou a ministra, recebendo o apoio de todas as entidades presentes.

Na reunião, os secretários do ministério - André Nassar (Política Agrícola), Tatiana Palermo (Relações Internacionais do Agronegócio), Décio Coutinho (Defesa Agropecuária), Tânia Garib (Integração e Mobilidade Social) e Caio Rocha (Produtor Rural e Cooperativismo) apresentaram um balanço sobre o trabalho realizado nos primeiros seis meses do ano. O conteúdo pode ser conferido na Prestação de Contas à Sociedade Brasileira, divulgado em julho. 

Clique no link para lê-lo (http://www.agricultura.gov.br/portal/page/portal/Internet-MAPA/pagina-inicial/prestacao-contas)

A ministra detalhou aos empresários cada um dos cinco eixos que definem o trabalho da pasta: fortalecimento da defesa agropecuária; modernização e desburocratização da gestão; ampliação da classe média rural; formação de uma aliança nacional para inovação e pesquisa no campo e elaboração da Lei Plurianual Agrícola. Os empresários acompanharam a exposição dos secretários e da ministra Kátia Abreu e concordaram em retomar as discussões daqui a dois meses. Ela pediu para que, neste período, os empresários avaliem o que pode ser aprimorado e tragam novas ideias e contribuições ao trabalho da pasta. Os participantes ficaram entusiasmados com a iniciativa e apoiaram os eixos escolhidos pela ministra.

Inovação

O presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Maurício Antônio Lopes, apresentou ao fórum as principais diretrizes da Aliança Nacional pela Inovação e Pesquisa Agropecuária – projeto que vai impulsionar a pesquisa e a inovação no campo por meio de novas fontes de financiamento. O plano ainda está em elaboração e será lançado neste ano.

A ministra Kátia Abreu afirmou que é preciso triplicar o montante gasto atualmente em pesquisa e pediu que os empresários levantem sugestões. Destacou que a aliança dará ainda mais “objetividade e transparência” ao portfólio da empresa.

“Precisamos gerar lucro para a Embrapa ter condições de alavancar seu trabalho de pesquisa. Não podemos ficar atrás dos nossos competidores mundiais, que atualmente investem muito mais do que nós. Estou entusiasmada, encantada com esse projeto. O que a pesquisa necessita é de organização, foco e dinheiro”, destacou.

O fórum é composto por 18 entidades, que foram representadas pelos seguintes dirigentes:
ABCZ (Associação Brasileira dos Criadores de Zebu) - Luiz Cláudio Souza Paranhos Ferreira
ABIEC (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne) - Fernando Sampaio
ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal) - Rui Eduardo Saldanha Vargas
ABRAFRIGO (Associação Brasileira de Frigoríficos) - Péricles Pessoa Salazar
ABRAFRUTAS (Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Fr utas e Derivados) - Luiz Roberto Barcelos
ABRAPA (Associação Brasileira dos Produtores de Algodão) - João Carlos Jacobsen Rodrigues
ABRASEM (Associação Brasileira de Sementes e Mudas) - Paulo Campante
APROSOJA (Associação dos Produtores de Soja) - Almir Dalpasquale
CECAFÉ (Conselho dos Exportadores de Café do Brasil) - Nelson da Silva Ferreira Carvalhaes
CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil) - Mário Pereira Borba
CNC (Conselho Nacional do Café) - Silas Brasileiro
CONTAG (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura) - Antoninho Rovaris
Cutrale
Fórum Nacional Sucroenergético - André Luiz Batista Rocha
IBÁ (Indústria Brasileira de Árvores) - Elizabeth de Carvalhaes
OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras) - Márcio Lopes de Freitas
SNA (Sociedade Nacional de Agricultura) - Antonio Mello Alvarenga Neto
VIVA Lácteos - Marcelo Costa Martins

Convidados especiais:
ALANAC (Associação Laboratórios Farmacêuticos Nacionais) - Henrique Uchio Tada
ANDA (Associação Nacional para Difusão de Adubos) - David Roquetti Filho
SINDAN (Sindicato Nacional da Indústria de Produtos Para Saúde Animal) - Ricardo Pinto
SINDIVEG (Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal) - Silvia de Toledo Fagnani

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, estamos aguardando a sua participação. Obrigada!