ABPM NA INTERNET:

Conecte-se à ABPM:

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Caem vendas de agroquímicos no 1ª semestre de 2015

Caem vendas de agroquímicos no 1ª semestre de 2015
As vendas de defensivos agrícolas caíram 25% entre janeiro e junho deste ano em comparação com o mesmo período de 2014. Os dados foram divulgados pelo Sindiveg (Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal).

Um dos principais motivos encontrados pela entidade foi o clima: as altas temperaturas e a estiagem prolongada nas principais regiões produtoras do Brasil “reduziram significativamente a infestação de pragas”. Além disso, o Sindiveg apontou como fatores de dificuldades a “alta do dólar e o número elevado de produtos em estoque nos canais de distribuição”.

“Sem necessidade de aplicação no campo, o agricultor não investe em tecnologia e os canais não precisam reabastecer seus estabelecimentos. A dificuldade de acesso ao crédito persiste e motiva o agricultor a esperar o momento certo para comprar”, comenta Silvia Fagnani, vice-presidente executiva do Sindiveg.

A expectativa da entidade é de que 2015 confirme a tendência de “crescimento modesto” nas vendas de defensivos agrícolas. Aponta ainda fatores como a demora na liberação do crédito ao produtor e os preços menores praticados na soja. “Consideramos que 2015 será um ano de ajuste” na indústria de agroquímicos, finaliza Fagnani.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, estamos aguardando a sua participação. Obrigada!