ABPM NA INTERNET:

Conecte-se à ABPM:

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Informativo China: Aberta a torneira dos subsídios agrícolas

O valor dos subsídios que o governo chinês concede aos produtores rurais já supera o total que os 28 países da União Europeia pagam para os agricultores do bloco. Somente no ano passado, Pequim pagou US$ 292,6 bilhões. O valor é mais que o dobro dos US$ 106,9 bilhões que Bruxelas concedeu para os agropecuaristas europeus. É o que divulgou a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), no último dia 6 de julho. Os números constam da edição 2015 do relatório “Políticas agrícolas: monitoramento e avaliação”. Além da China, outros 34 países também foram pesquisados pela Organização.

Outro ponto que também chama a atenção é o aumento progressivo da ajuda chinesa nos últimos anos. Saiu de US$ 5,1 bilhões no final da década de 1990 para os atuais US$ 292,6 bilhões. O aumento vai na contramão da tendência mundial. A maioria dos países pesquisados tem reduzido os aportes anuais. O estudo também revela que Pequim tem adotado novas modalidades de subsídios.
Os programas de apoio à comercialização continuam a receber a maior parte dos recursos. Mas os pagamentos diretos começam a ganhar evidência na política agrícola chinesa. É importante ressaltar que a China já é responsável por 43% do PIB agrícola do conjunto dos países da OCDE. No final
dos anos 1990, essa participação não passava de 18%.

Segundo o jornal Valor Econômico, a ajuda governamental já banca 20% dos custos dos agricultores chineses. Para se ter uma ideia, esse percentual é o dobro do que ocorre nos Estados Unidos. Na China, os maiores beneficiários das subvenções agrícolas são produtores de açúcar, leite e algodão. 

Por trás da estratégia chinesa de subsidiar a agricultura local, está o desafio de o país alimentar a maior população mundial. E com pouca disponibilidade de recursos naturais, como água e terra. 

Fonte: Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA)- Informativo China- Edição 22- Julho/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, estamos aguardando a sua participação. Obrigada!