ABPM NA INTERNET:

Conecte-se à ABPM:

terça-feira, 23 de setembro de 2014

NOTA DE ESCLARECIMENTO: CERA NA MAÇÃ

A Associação Brasileira de Produtores de Maçã – ABPM, uma sociedade civil sem fins lucrativos, criada em Porto Alegre em 1978, com endereço na cidade de Fraiburgo – SC, na Rua Nereu Ramos, no. 1064, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 89.519.201/0001-03, entidade cujos associados representam 75% da produção nacional, 85% da comercialização no mercado interno e 95% das exportações, após tomar conhecimento da divulgação de vídeos na internet,   no qual se questiona a presença de cera em maçãs, cujos autores já foram notificados, vem esclarecer a todos os consumidores o que segue.

Inicialmente, importa ressaltar que o acúmulo de ceras sobre a casca de frutas, folhas e até mesmo sobre flores, é um processo natural do desenvolvimento de algumas plantas. A formação da cutícula sobre a parede das células da casca ocorre desde o início do desenvolvimento dos frutos e tem a função de protegê-los contra estresses do meio ambiente tais como vento, temperatura e seca, não apenas quando o fruto está ainda ligado à planta mãe, mas também após a colheita.

Entre as demais funções desta cera natural da fruta, ela é responsável por evitar a sua desidratação depois que a colheita é realizada, bem como melhora a troca gasosa na respiração, podendo prevenir contra ataque de fungos decompositores, além de realçar a cor e o brilho natural da maçã. Esta camada natural de cera pode ser mais ou  menos espessa em função de características como Cultivar, época de colheita, período em que a fruta ficou armazenada, região de produção e principalmente em função do clima sob o qual a fruta foi produzida, (clima mais quente ou frio, maior período de insolação, chuva e etc.).

Estas informações estão baseadas na seguinte bibliografia científica: "ARGENTA, L. C. Fisiologia e tecnologia pós-colheita: Maturação, colheita e armazenagem dos frutos In: A cultura da macieira.1 ed.Florianópolis : EPAGRI, 2006, p.691-732."

Os produtores de maçã do Brasil não fazem a aplicação de qualquer tipo de cera em maçãs, pois ela já é produzida naturalmente e em quantidades suficientes.

A produção de maçãs no Brasil, por sua vez, é certificada com protocolos internacionais, o que permite a exportação de frutos para mercados exigentes, como o da Alemanha e da Inglaterra, onde a maçã integra o programa de merenda escolar.

Reconhecemos, outrossim, que em alguns países a aplicação de óleos naturais comestíveis (de carnaúba) sobre frutas tais como maçãs, laranjas e outras é bastante comum, mas no Brasil essa tecnologia não é empregada.

Saudações, 

PIERRE NICOLAS PÉRÈS
PRESIDENTE CONSELHO DIRETOR ABPM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, estamos aguardando a sua participação. Obrigada!