ABPM NA INTERNET:

Conecte-se à ABPM:

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Entrega de selo Global G.A.P a produtores de maçã aconteceu ontem em Fraiburgo

Aconteceu ontem em Fraiburgo a entrega do selo internacional GLOBAL G.A.P. a 23 produtores de maçã, entre médios e pequenos, responsáveis por 25% do montante da fruta adquirido pela Fischer. Neuri Cendron, comenta que a ideia da certificação surgiu de maneira informal, e com a parceria do Sebrae o projeto tomou forma. O objeto é realmente certificar os produtores e garantir a tão buscada sustentabilidade.

As avaliações eram feitas mensalmente, e ainda existem produtores que não conseguiram a certificação, porém a idéia é que durante o próximo ano eles alcancem o resultado esperado.

A princípio o projeto se estende aos produtores de São Joaquim que vendem suas frutas para a Fischer, porém caso haja interesse de alguma outra empresa, o projeto está no mercado.

O diretor da Fischer, Nei Araldi comenta que esta é uma certificação internacional que permite que o produtor possa exportar sua fruta.

Segundo ele a intenção não é a de abrir novos mercados, mas de manter o mercado, pois o consumidor está cada dia mais exigente. Em Fraiburgo estão localizadas grandes empresas e médios produtores e o foco do trabalho é a região de São Joaquim e de Bom Jesus no Rio Grande do Sul, pois lá existem muitos pequenos produtores, que não teria como fazer essa certificação sozinhos.

O trabalho de base foi feito com todos os 150 produtores que fornecem frutas para a Fischer, e para o próximo ano, além dos 23 que se certificaram este ano, a expectativa é de que mais cerca de 40 produtores alcancem a meta.Para receber o selo, os produtores tiveram que provar estar qualificados em 163 itens, principalmente focados na segurança alimentar.

Nei afirma que este é um legado que a Fischer deixa para o setor, sendo pioneira neste tipo de certificação para pequenos produtores e tendo benefícios indiretos como a exportação das frutas.

A coordenadora do Sebrae, Sueli Bernardi, afirma que o projeto foi desenvolvido pelas 3 entidades, desde a elaboração até a implantação que se inicou em 2011. Segundo ela, a certificação trará mais produtividade, maior qualidade de vida e maior rentabilidade para as propriedades dos pequenos produtores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, estamos aguardando a sua participação. Obrigada!