ABPM NA INTERNET:

Conecte-se à ABPM:

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Maior produtor do país, SC deve ter crescimento de 10% na colheita de maçãs

Fonte: http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/economia/noticia/2014/01/maior-produtor-do-pais-sc-deve-ter-crescimento-de-10-na-colheita-de-macas-4390110.html 
Autor: Janaína Cavalli

Qualidade e quantidade devem garantir uma safra lucrativa para os produtores de maçã de Santa Catarina, o Estado com a maior produção do país. Os preços altos do ano passado, depois de uma quebra ocasionada por geadas na primavera e chuva de granizo, devem permanecer em 2014, com frutas maiores e em maior volume.

O presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Maçã (ABPM), Pierre Nicolas Pérès, explica que a safra atual em Santa Catarina passou por problemas em função do tempo, como no frio atípico de novembro passado, que prejudicou a polinização das flores. Mas, segundo ele, nada comparado à safra de 2012-2013, impactada pelas geadas na primavera.

Como resultado da fraca produção no ano passado, os produtores venderam frutos menores e em menor quantidade, explica Pérès. A baixa oferta alavancou os preços, que chegaram a R$ 70 para a caixa de 18 quilos. O presidente da ABPM diz que, neste ano, com base na maior oferta e qualidade, os valores podem chegar a R$ 50 a caixa, R$ 31 a mais que o pior resultado dos últimos anos. Ele aposta em um volume 10% maior de frutas em relação a 2013.

Mariozan Corrêa, presidente da Cooperserra, uma das maiores empresas produtoras de maçã de São Joaquim, afirma que os preços da fruta atingiram patamares aguardados há quatro anos. Ele diz que a safra passada registrou um bom preço, mas não foi rentável para os produtores, que tiveram poucas maçãs para vender. Mas neste ano, está otimista.

– A expectativa é de que os preços se mantenham pela qualidade das frutas. Na safra passada, apenas 10% das maçãs estavam graúdas. Nesta, de 30% a 35% terão um calibre maior – disse Corrêa.

A Cooperserra, que tem 97 famílias produtoras cooperadas e vende para todo o país, deve comercializar 20% a mais maçãs neste ano do que em 2013.

São Joaquim tem maior área

São Joaquim é a maior produtora de maçã do país em área plantada, mas ainda perde para Vacaria, no Rio Grande do Sul, em volume de produção, de acordo com o IBGE. Em Santa Catarina, em comparação com outras cidades que cultivam a fruta, como Fraiburgo, no Meio-Oeste, o município se destaca pelo modelo de pequenas propriedades cooperadas ou integradas à produção das empresas.

O secretário de Agricultura de São Joaquim, Cau Bolzani, explica que enquanto as propriedades da cidade têm de dois a três hectares, as áreas de cultivo de maçã em Fraiburgo chegam a ter 400 hectares, administrados por grandes companhias.

Segundo Bolzani, o alto custo da mão de obra combinado a um retorno mais demorado da fruticultura moveram os produtores da maçã para o de grãos, como a soja e o milho, que é mecanizado. Para o presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Maçã (ABPM), Pierre Nicolas Pérès, Fraiburgo está passando por uma crise e deve retomar a produção de maçãs no futuro.

O secretário da Agricultura de São Joaquim diz que o principal pleito da prefeitura da cidade é tornar os produtores independentes cooperados, fazendo com que recebam uma remuneração melhor. O presidente da ABPM acrescenta que ainda é necessário avançar na oferta de orientação técnica.

– Os agricultores têm a experiência do cultivo da maçã, mas não a formação técnica. E um produtor pode ir para o buraco com uma safra perdida. Mas acredito que estão na direção certa, considerando que São Joaquim é a cidade brasileira com o maior número de engenheiros agrônomos por habitantes – afirma, destacando que todo pequeno produtor tem condições de investir na contratação de um engenheiro.

Pérès diz que neste ano São Joaquim vai receber uma câmera fria da Schio, de Vacaria, a maior processadora de maçãs do mundo. A unidade será capaz de reduzir os custos de logística na produção da maçã e de amenizar o déficit de 50% no armazenamento das frutas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, estamos aguardando a sua participação. Obrigada!