ABPM NA INTERNET:

Conecte-se à ABPM:

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Deputado Colatto leva reivindicações do setor da maçã ao ministério da Agricultura

Fonte: FAESC

Três pleitos do setor produtor de maçã foram levados ao conhecimento do Ministro de Agricultura, Antônio Andrade, na última quarta-feira (26/06). O deputado federal Valdir Colatto (PMDB-SC) acompanhou o presidente da Associação Brasileira de Produtores de Maçã (ABPM), Pierre Nicolas Pérès, o presidente da Associação dos Produtores de Maçã e Pêra de Santa Catarina (AMAP), Rogério Pereira, o vice presidente da entidade, Volnei Nunes, e os prefeitos de Urupema, Amarildo Luiz Gaio e de São Joaquim, Humberto Brighenti. A audiência contou também com a presença do secretário nacional de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller.
Os pleitos dizem respeito a busca por alternativas ao controle químico da mosca-da-fruta por meio de técnica do macho estéril e controle biológico, a extensão do prazo de reembolso da Linha Especial de Comercialização (LEC) da maçã de 180 para 240 dias e a revisão da Resolução 4.126/2012 do Conselho Monetário Nacional (CMN), que trata da composição do endividamento dos produtores da maçã.
Em relação a mosca-da-fruta, o pedido se deve ao fato de haverem poucas alternativas para o combate da praga, portanto se faz necessária a criação e multiplicação de um macho estéril que acabará com a reprodução da praga.
O endividamento dos produtores de maçã  se deve principalmente a fatores climáticos como geadas,  granizos e estiagens ocorridos há cerca de sete anos, em uma época que os seguros da produção não eram eficientes. Uma das sugestões para a solução deste problema é a mudança de regras para o pagamento dos investimentos. A intenção é que os R$ 300 milhões acumulados em dívidas pelos produtores de maçã, incluindo ao R$ 63 milhões já refinanciados a juros TJLP + 2,5%, sejam refinanciados nos mesmo moldes propostos para o Plano Agrícola e Pecuário 2013/2014, que prevê linhas de financiamento com taxas de juros de 3,5% ao ano.
Além das reivindicações, os prefeitos e representantes do setor da maçã catarinense agradeceram ao ministro pelo trabalho conjunto do Ministério da Agricultura, da Embrapa e da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), além de agências de sanidade vegetal de outros Estados, pela conquista em relação ao programa de erradicação da Cydia Pomonella no Brasil. “Esta erradicação e o monitoramento que está acontecendo para efetiva eliminação da praga são uma conquista para o setor”, destacou o deputado Colatto. O Ministro da Agricultura recebeu os cumprimentos também pelo seu empenho em destinar R$ 45 milhões em subsídios do seguro para os pomares de maçã e pelo esforço em oferecer linha de crédito para aquisição de telas contra granizo com 15 anos para pagar e juros de 3,5%, já a disposição dos produtores.

Por fim, o ministro da agricultura recebeu o convite para a Festa da Maçã de São Joaquim que acontecerá em abril do ano que vem e destacou que se empenhará para atender os pleitos do setor, além de estimular ainda mais o consumo e ressaltar os benefícios da fruta para a saúde humana.

Seguem abaixo a lista de documentos entregues ao Ministro da Agricultura, Pecuária e Abatecimento em audiência no dia (26/06):

Edição: Assessoria Colatto e Comunicação ABPM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, estamos aguardando a sua participação. Obrigada!