ABPM NA INTERNET:

Conecte-se à ABPM:

quarta-feira, 12 de junho de 2013

A História da Maçã do Amor


Em 1959, quando a família espanhola Farre patenteou a maçã do amor, os galanteadores presenteavam as moças com o doce em um ato de romantismo. E a data preferida para esse gesto era com certeza o Dia dos Namorados. A família chegou ao Brasil em 1954 e como era especialistas em doces, escolheram abrir um negocinho para vendê-los.Inspirado pelas frutas caramelizadas chinesas conhecidas como Tannghulu, como uva e abacaxi, Ramon Farre Martinez, 77 anos teve a ideia de usar uma fruta que temos e muito no Brasil, a maçã. Já o nome romântico quem deu foi o pai de Ramon, de forma nada romântica. Era tarde da noite, e o pai disse: “Põe logo Maçã do Amor e vamos dormir!” Dito e feito. Tamanho o sucesso, recebeu a devida patente em nome da família. Hoje, é doce garantido em todas as festas juninas e muitos países também preparam a iguaria. Se estiver curioso para provar a verdadeira Maçã do Amor pode ir àCasa do Churros, no Tatuapé, zona leste de São Paulo, onde a famíliaFarre ainda vende seu doce de criação.

E da Maçã do Amor surgem duas belas bebidas que conheceremos hoje.

O Licor de Maçã do Amor e o Xarope de Maçã do Amor.

O primeiro é o licor de Maçã do Amor, produzido no estado de Arkansas, nos Estados Unidos, pela destilaria Hiram Walker, que produz licores, schnapps e alguns brandies. Em uma garrafa de 750 ml e graduação alcoólica de 15%, a Caramel Apple custa em torno de trinta reais. Para acompanhar mais sobre a marca no Facebook, clique aqui.

De acordo com o ótimo site DrinkHacker, a bebida é ótima, para quem não espera muito dela.

Com sabor característico de maçã e caramelo, ela tem uma lembrança de pirulito com suco de maçã daqueles de criança. Mesmo assim, achei interesantíssima.

Infelizmente, não há previsão de que esse licor específico, ou qualquer outro da marca, seja vendido no Brasil por enquanto.

A segunda bebida do dia é o Xarope de Maçã do Amor.

Para quem não sabe xarope é uma palavra de origem árabe, algo como sharabou jarab, que significa bebida ou poção. É uma solução à base de no mínimo 45% de algum tipo de açúcar ou sacarose na sua composição.

No caso do xarope de Maçã do Amor, a composição é açúcar, suco de maçã, glucose e aroma natural de maçã.

Na sul da França é mais comum encontrar em pequenas mercearias e de várias marcas, que na verdade, são as famílias que produzem. Uma garrafa de 250 ml custa aproximadamente 25 reais.

Diferente do licor, o xarope eu já provei e é delicioso… Posso me imaginar fazendo um Kir Pomme Royal com o licor e um Apple Love Martini, com o xarope. E você? O que faria com essas bebidas especiais?!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, estamos aguardando a sua participação. Obrigada!