ABPM NA INTERNET:

Conecte-se à ABPM:

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Seguradoras alegam não ter mais subsídio do Governo

Brasília 5/12/12 – Com o objetivo de esclarecer o impasse na contratação do seguro agrícola pelos produtores de maçã com auxílio do Governo Federal por meio de subvenção, foi realizada na terça-feira (4/12), em Brasília, a pedido do deputado federal Valdir Colatto (PMDB/SC) e subscrito pelo deputado federal Luis Carlos Heinze (PP/RS), uma audiência pública na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (CAPADR) da Câmara dos Deputados.
Audiência Pública Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados
O segmento da maçã consiste em uma atividade com excelente capacidade de geração de renda, emprego e consequentemente geradora do desenvolvimento rural. É uma atividade que tem visto nos últimos anos um aumento do risco climático, especialmente granizo e geada, gerando alta demanda pela contratação do seguro pelos produtores.

Em 2005 o Governo Federal inseriu a maçã no programa de subvenção ao prêmio do seguro agrícola, que disponibiliza anualmente um valor a diversas culturas. Para este ano, as seguradoras afirmam não ter condições de fazer o seguro por não ter garantia da subvenção paga pelo Governo Federal. As seguradoras MAPFRE e Nobre, participantes da audiência, destacaram que necessitam mais dinheiro para realizar o seguro agrícola. Elas afirmam que neste momento não possuem mais recurso com subvenção para realizar o seguro de qualquer cultura e aguardam a liberação dos R$ 100 milhões.

Conforme dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para este ano, foram disponibilizados R$ 274 milhões, do valor R$ 174 milhões já foram repassados as seguradoras. Ainda restam para repasse R$ 100 milhões, dos quais R$ 35 milhões serão destinados exclusivamente à cultura da maçã. O secretário de política agrícola interino do MAPA Edilson Guimarães, destacou que o desafio do Ministério é aumentar anualmente o valor destinado ao seguro agrícola. 
Segundo ele, o objetivo é otimizar a aplicação dos recursos da subvenção com estabelecimento de prioridades. 
Audiência Pública Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados
Colatto destacou que é necessário uma união do Congresso Nacional, Governo Federal, seguradoras e produtores para construir um pacote destinado ao setor da maçã. “Com esforços podemos criar um plano que atenda aos produtores de forma direta e rápida”, disse Colatto.

Dados

De acordo com dados da Associação Brasileira dos Produtores de Maçã (ABPM) o segmento produziu aproximadamente 1,2 milhão de toneladas na Safra 2011/2012, especialmente nos três Estados do Sul do Brasil. Em 2012 o Brasil exportou 72,1 mil toneladas da fruta, trazendo ao país divisas na ordem de US$ 48,4 milhões. Comparada à exportação de 2011, houve um crescimento de 61%. A atividade gera 98 mil empregos direta e indiretamente pelas regiões de Fraiburgo (SC) e de São Joaquim (SC). Se agregada a região de Vacaria (RS) e o Estado do

Paraná este número sobe para 176.500 empregos.

Após a audiência pública o deputado Colatto juntamente com o grupo de produtores de Santa Catarina e o presidente a Frutipar participou de uma audiência com o secretário executivo do MAPA, José Carlos Vaz, que reafirmou a necessidade de aprovação e liberação dos R$ 100 milhões que ainda faltam ser liberados pelo Governo Federal. Vaz também informou que para o próximo ano novas formas de repasse do subsídio as seguradoras deverá acontecer.
Audiência com o secretário executivo do MAPA José Carlos Vaz
Participaram como debatedores na audiência o presidente da Associação Brasileira dos produtores de Maçã (ABPM), Pierre Nicolas Pérès, vice-presidente da Associação dos Produtores de Maçã e Pera de Santa Catarina (AMAP) Volnei Nunes, vice-Presidente da Associação Gaúcha de Produtores de Pera e Maçã (Agapomi) Blaise de Laurens Castelet, presidente da Associação dos Fruticultores do Paraná (Frutipar) Ivanir Dallagnol, diretor da Área de Seguros Rurais e Habitacional da Seguradora BB/MAPFRE Gláucio Toyama, representante da Seguradora Nobre Cláudio Amaral Caldas, assessor Técnico da Comissão Nacional de Fruticultura da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) José Eduardo Brandão, diretor do Departamento de Comercialização e Secretário Substituto da SPA/MAPA Edilson Guimarães.

Audiência com o secretário executivo do MAPA José Carlos Vaz
Além dos debatedores e deputados federais participaram do evento o prefeito eleito de São Joaquim (SC) Humberto Brighenti, o corretor de seguros e membro da Agapomi Valdir Canal, o presidente da Cooperserra Mariozan Correa, o diretor comercial da Cooperativa Frutas de Ouro Marciano Bittencourt, o diretor da ABPM, Moisés Albuquerque e o diretor geral da Secretaria de Desenvolvimento Regional de São Joaquim Albanez Souza de Sá.

Mais informações
Assessoria de Imprensa – Deputado Federal Valdir Colatto (PMDB/SC)
Brasília (61) 3215.3708 e 8115.2828 – Jaque Bassetto
Chapecó (49) 3328.1516 e 9129.9200 – Veruska Tasca

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, estamos aguardando a sua participação. Obrigada!