ABPM NA INTERNET:

Conecte-se à ABPM:

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Colatto solicita audiência pública para discutir seguro agrícola

Brasília 31/10/2012 – O deputado federal Valdir Colatto (PMDB/SC) apresentou requerimento na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (CAPADR) da Câmara dos Deputados, solicitando que sejam convidados representantes das seguradoras responsáveis pelo seguro agrícola e presidentes das associações de produtores de Maçã dos três Estados do Sul, para tratar sobre a liberação dos recursos para o subsídio do seguro da maçã.

O objetivo é esclarecer o impasse na contratação do seguro, já que as seguradoras afirmam não ter garantia para realizar o seguro com subsídio do Governo. “Mesmo com garantia de que serão repassados R$ 35 milhões de subsídio para a Safra 2012/2013, pelo MAPA, as seguradoras estão resistentes em contratar seguro com subsídio do Governo Federal”, afirmou Colatto.

Conforme Colatto, o segmento da maçã é uma atividade com excelente capacidade de geração de renda, emprego e consequentemente geradora do desenvolvimento rural. 

Porém,também é uma atividade de alto risco climático, com forte incidência de granizo e geada, obrigando aos produtores a contratação de seguro para suas propriedades.

Durante audiência com o secretário executivo do MAPA, José Carlos Vaz, Colatto foi informado que não existe data limite para a contratação do seguro. “São as seguradoras que impõem a data limite 31 de outubro, mas isso não é regra. Elas devem fazer vistoria, se a propriedade não estiver sinistrada, a contratação do seguro pode ser feita a qualquer hora”, justificou o parlamentar.

Dados

De acordo com dados da Associação Brasileira dos Produtores de Maçã (ABPM) o segmento da maçã produziu aproximadamente 1,200 milhão de toneladas na Safra 2011/2012, especialmente nos três Estados do Sul do Brasil. Em 2012 o Brasil exportou 72,1 mil toneladas da fruta, trazendo ao país divisas na ordem de USD 48,4 milhões. Comparada à exportação de 2011, houve um crescimento de 61%.

A atividade gera 98 mil empregos direta e indiretamente pelas regiões de Fraiburgo (SC) e de São Joaquim (SC). Se agregada a região de Vacaria (RS) e o Paraná este número sobe para 176.500 empregos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, estamos aguardando a sua participação. Obrigada!