ABPM NA INTERNET:

Conecte-se à ABPM:

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Casca de maçã ajuda a reduzir a obesidade

18 de Outubro, 2012
Uma substância natural presente na casca da maçã, o ácido ursólico, pode ajudar a queimar gorduras, prevenindo a obesidade e os problemas dela derivados, como a diabetes ou o fígado gordo. As conclusões resultam de um estudo realizado pelos investigadores da Universidade de Iowa, Estados Unidos. 

Em comunicado, divulgado pelo portal Science Daily, os cientistas afirmaram que as propriedades do ácido ursólico são capazes de reforçar os músculos e aumentar a quantidade de células adiposas castanhas no organismo, dois elementos cuja função passa por queimar calorias. 

A equipa de investigação recorreu a dois grupos de ratos para a realização de testes, alimentando-os com uma dieta rica em gorduras. Os níveis de atividade física mantiveram-se iguais para todos os animais, mas um dos grupos recebeu um tratamento com ácido ursólico.

Depois de várias semanas de observação, os ratos utilizados no estudo, cujo tratamento incluía a propriedade da casca da maçã, apresentaram menos peso e um nível normalizado de açúcar no sangue.   
Christopher Adams, líder do estudo, referiu que já eram conhecidos os efeitos do ácido ursólico nos músculos, mas que se desconhecia a sua ação nas células adiposas castanhas. 

“Até há pouco tempo, acreditava-se que apenas as crianças possuíam células adiposas castanhas”, referiu.  Após a descoberta de que estas existem também no organismo adulto, embora em quantidades muito reduzidas, os investigadores têm tentado encontrar a forma de as aumentar, por serem “extraordinárias a queimar calorias”. 

As investigações anteriores já tinham relacionado o aumento de células adiposas castanhas com a redução dos níveis de gordura, sugerindo que este seria um caminho viável no combate à obesidade e a diabetes. 

O presente estudo vem acrescentar novos dados a estes conhecimentos, mostrando que o ácido ursólico pode ser um aliado no aumento destas células. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, estamos aguardando a sua participação. Obrigada!