ABPM NA INTERNET:

Conecte-se à ABPM:

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

BB reduz juros de linha de capital de giro para as empresas do agronegócio


Fonte:http://www.agrolink.com.br/noticias/ClippingDetalhe.aspx?CodNoticia=172425
12/09 

O BB Giro Empresa Flex Agro pode ser contratado com taxa de juros a partir de 0,898% ao mês

BRASÍLIA – O Banco do Brasil promoveu, na última passada, redução das taxas de juros da linha de crédito BB Giro Empresa Flex Agro, direcionada ao atendimento das necessidades de capital de giro das empresas que atuam na cadeia produtiva do agronegócio. As operações podem ser contratadas com juros a partir de 0,898% ao mês.

O público-alvo da linha é composto por empresas com faturamento bruto anual a partir de R$ 1 milhão, que comercializem, beneficiem ou industrializem produtos agropecuários adquiridos diretamente de produtores rurais ou de suas cooperativas, e por empresas que comercializem, beneficiem ou industrializem insumos e os vendam a produtores rurais ou a suas cooperativas. O limite do empréstimo é calculado com base na performance da empresa verificada nos últimos 12 meses.

O produto é um excelente instrumento para dar competitividade às empresas, pois estas podem repassar melhores condições de preço e prazo aos seus clientes e fornecedores da cadeia do agronegócio.

Combina, em um único contrato, duas modalidades de crédito: capital de giro e financiamento de bens e serviços. Com isso, o empresário tem os recursos para o dia-a-dia e ainda pode comprar matéria-prima, realizando o pagamento diretamente ao seu fornecedor, sem trânsito dos valores por sua conta corrente. O prazo de pagamento pode chegar a até 24 meses.

PRODUTO INOVADOR – O BB Giro Empresa Flex Agro é uma modalidade baseada no BB Giro Empresa Flex, principal linha de capital de giro do Banco do Brasil para as micro e pequenas empresas.

Sucesso de mercado, a solução permite total flexibilidade na negociação das suas condições: taxa, prazo, cronograma de pagamento e valor das parcelas. O produto conta com renovação do teto operacional a cada 360 dias e reutilização dos valores amortizados.

A empresa pode definir o cronograma para pagamento das parcelas de acordo com o seu fluxo de caixa: mensal, bimestral, trimestral, quadrimestral, semestral ou cronograma livre. O valor das parcelas também é flexível, podendo ser iguais ou variáveis, e os valores pagos podem ser reutilizados.

Além da modalidade destinada ao agronegócio, o BB Giro Empresa Flex dispõe de outras com finalidades específicas, como o apoio aos exportadores, no qual não há incidência de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) nas liberações de crédito; e a antecipação de valores aos fornecedores de governos das esferas federal, estadual e municipal.

Ao final do primeiro semestre de 2012, o saldo das operações de BB Giro Empresa Flex atingiu R$ 16,2 bilhões, representando 21,5% da carteira de crédito do BB com as micro e pequenas empresas. Naquela data, havia 217,2 mil contratos formalizados.

A linha é priorizada na estratégia BOMPRATODOS. Somente no período de 12 de abril a 30 de junho de 2012, os desembolsos no BB Giro Empresa Flex somaram R$ 5,9 bilhões (51,5% acima da média diária antes do BOMPRATODOS).

Agrolink com informações de assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, estamos aguardando a sua participação. Obrigada!